TEATRO PERFORMATIVO - O QUE ALI SE VIU

Encenação deambulatória em que o Coletivo reage aos livros “Alice Através do Espelho” e “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll. Em O QUE ALI SE VIU, o que se vê são alguns personagens da obra original convidando o público a passear pelo mundo de Alice, que não aparece em cena, mas se confunde com a figura do público, que vivencia algumas das situações vividas pela personagem de Carroll. O Coletivo pesquisa a ideia de coralidades contemporâneas (versão atualizada dos coros preconizados pelos gregos), apresentando-se como um conjunto refratário de vozes discordantes e irreverentes. Deflagra, assim, a disjunção, a impossibilidade de concordar e a dificuldade de fazer parte de um conjunto. Esse coro dissonante compõe conjuntamente jogos e cenas instaladas em espaços variados e conduz o público numa trajetória, à semelhança da personagem Alice.

Realizada:
Estreia e temporada SESI Vila Leopoldina, originalmente contemplada pelo edital de produções inéditas do SESI-SP -
Temporada no Parque Trianon - Projeto Decupagem Dodecafônica - 19a Edição do Fomento ao Teatro da prefeitura de São Paulo - junho e julho 2012.
Festival de Teatro de Rua de Barueri - agosto 2012.
Desmontagem do processo criativo realizada no III Interfaces Internacional – Intercâmbio em Artes Cênicas, Universidade Federal de Uberlândia - abril 2013.
Virada Cultural SESC Pinheiros - junho 2015.
SESC Santana - janeiro 2017.

Ficha Técnica:
Encenação: Verônica Veloso
Elenco: Ana Flávia Chrispiniano, Beatriz Cruz, Gabriela Cordaro, Katia Lazarini, Lígia Borges, Paulina Caon, Pedro Felício, Samir Signeu, Sandra-X, Hideo Kushiyama
Preparação Vocal: Sandra-X
Dramaturgia: criação coletiva com colaboração de Silvia Camossa
Músicas: Anna Dulce
Figurino: Jorge Wakabara
Confecção do Figurino: João Pimenta